Trem de pouso e asas de um avião
História do cliente

Segurança de vídeo de ponta, pouco espaço de armazenamento

Novo terminal do Aeroporto Internacional de Changchun alcança conformidade legal em armazenamento de vídeo

Aeroporto

Quando o Aeroporto Internacional de Changchun Longjia adicionou um segundo edifício de terminal, a exigência do governo chinês de armazenamento das gravações de câmeras de vídeo durante 90 dias criou um desafio tecnológico: com mais de 1.000 câmeras instaladas gravando 24 horas por dia, como grandes quantidades de dados de vídeo seriam armazenadas de maneira eficiente do ponto de vista energético?

Os desafios de segurança monitorada por vídeo 24 horas por dia

Terminal 2 do Aeroporto Internacional de Changchun Longjia na China

Os aeroportos não apenas figuram entre as áreas de segurança mais sensíveis do mundo, mas também precisam atender às diretrizes legais mais rígidas. Esse é o caso do Aeroporto Internacional de Changchun Longjia no nordeste da China, onde o rápido crescimento econômico e quase 13 milhões de passageiros por ano exigiram a construção de um edifício de terminal adicional. O edifício de última geração do Terminal 2 se estende por mais de 55.600 metros quadrados e consiste em segurança monitorada por vídeo 24 horas por dia de acordo com os padrões do governo chinês. Alcançar esse nível de proteção não foi uma jornada fácil. Desde o ano de 2017, a legislação chinesa exige armazenamento obrigatório de todos os dados de vídeo de áreas públicas, como aeroportos, por um período de 90 dias. Não é uma tarefa fácil do ponto de vista do diretor de segurança, já que edifícios desse porte exigem mais de 1.000 câmeras gravando 24 horas por dia, preferencialmente em alta definição.

Reduzindo o armazenamento e o consumo de energia

Terminal 2 do Aeroporto Internacional de Changchun Longjia na China

No back-end, a segurança de vídeo 24 horas por dia produz grandes quantidades de dados de vídeo, exigindo um excelente armazenamento de dados. Como resultado, os gerentes de segurança do aeroporto em Changchun buscavam limitar a quantidade de unidades de armazenamento nas quais os dados de vídeo são arquivados, uma vez que esses dispositivos são onerosos e consomem energia significativa para resfriamento. E com a construção do Terminal 2 operando em um cronograma apertado, era preciso um parceiro único para garantir que a segurança com monitoramento por vídeo fosse operacional — e em conformidade legal — desde o primeiro dia.

Câmera inteligente detecta bagagem abandonada

Atendendo aos requisitos do cliente, a Bosch projetou uma solução personalizada para o Aeroporto Internacional de Changchun Longjia, recorrendo à experiência de instalações de segurança de aeroportos em grande escala no mundo todo. A equipe instalou quase 1.500 câmeras dentro e fora do Terminal 2. As câmeras não apenas oferecem imagens em alta definição, mas também suporte à equipe de segurança detectando ameaças automaticamente por meio da tecnologia de análise de vídeo integrada. As câmeras "inteligentes" também apresentam uma solução para o desafio do armazenamento de vídeo pronta para o uso.

Benefícios: entregar a segurança de modo integral e não em partes

Câmeras inteligentes instaladas no Terminal 2 do Aeroporto Internacional de Changchun Longjia na China

Gerenciadas de forma centralizada no Bosch Video Management System (BVMS), as câmeras em rede alimentam dados de vídeo em unidades de armazenamento em um formato compactado. Elas mantêm um pequeno espaço ocupado pelos dados, enquanto atendem à exigência legal do governo chinês de armazenar dados por 90 dias usando tecnologia de compressão H.265. Sem comprometer a qualidade de imagem, a compressão H.265 reduz a largura de banda dos dados e o espaço de armazenamento em até 50%. Como resultado direto, gerentes de segurança em Changchun conseguiram alcançar economias de custo ao reduzir o número de unidades de armazenamento, diminuindo significativamente o consumo de energia e o custo de resfriamento para a sala do servidor.

A largura de banda reduzida gerando um número menor de gabinetes de armazenamento na sala do servidor foi um dos principais motivos pelos quais o nosso cliente optou pela solução da Bosch.

Mustaine Hu, gerente de suporte técnico na Bosch Building Technologies

Segurança de nível governamental desde o primeiro dia

Câmeras inteligentes instaladas no Terminal 2 do Aeroporto Internacional de Changchun Longjia na China

Além das economias com custos e energia, o sistema de segurança no Terminal 2 atende aos requisitos adicionais do cliente: o BVMS como interface central oferece suporte a buscas rápidas de dados arquivados, por exemplo, ao atender a solicitações governamentais. Enfrentando os invernos severos da região, as novas câmeras externas são capazes de suportar temperaturas de até -40 °C. Dentro do terminal, as câmeras HD se integram com as novas soluções de controle de acesso — também instaladas pela Bosch e conectadas no BIS (Building Integration System) — para uma camada extra de segurança: nas 350 portas de todo o Terminal 2, uma combinação de leitores de cartões e segurança com monitoramento por vídeo elimina o risco de pessoas que não fazem parte do quadro de funcionários acessarem áreas críticas com um cartão roubado e permite a passagem sem interrupções da equipe autorizada sem revista adicional.

Aeroporto Internacional de Changchun Longjia na China

Desde a inauguração do Terminal 2 em outubro de 2018, o sistema da Bosch vem fornecendo segurança de ponta a ponta para os viajantes, a equipe e a propriedade de acordo com os requisitos governamentais. Também proporcionou economias substanciais com custos de armazenamento de vídeo e consumo de energia desde o primeiro dia. Em uma visão mais ampla, cerca de 200 dos 497 aeroportos do país precisarão de expansões semelhantes ao longo dos próximos anos — todos obrigados a atenderem às mesmas diretrizes de segurança rígidas — fazendo do Changchun uma importante referência para a Bosch Building Technologies na região.

Ícone de download

Faça o download da história do cliente como um arquivo pdf aqui.

Compartilhar isto no:

Maarten Wings, aeroportos de gerenciador vertical global

Maarten Wings, aeroportos de gerenciador vertical global

"Fale comigo sobre seus projetos de segurança. Eu gostaria trocar experiências".

Maarten Wings trabalha na indústria de segurança desde que era estudante. Estudando engenharia elétrica e se formando na Bosch em Munique, ele está na empresa desde 2002. Na Bosch, passou por vários cargos. Hoje ele coordena as soluções de segurança para aeroportos em todo o mundo, disponibilizando experiências de práticas recomendadas e inovações para o mercado. Ele mora na região sul da Holanda, próximo à fronteira com a Alemanha. Seus passatempos são: esportes, ouvir música e sair com a família.

E-mail: Maarten.Wings@bosch.com