Entrada para a estação London Bridge

Câmeras IP inteligentes ajudam a monitorar o ir e vir das pessoas na estação London Bridge

Como identificar sem demora potenciais incidentes e áreas de congestionamento com câmeras IP na estação London Bridge?

Todos os anos, mais de 48 milhões de pessoas – mais que a população da Espanha! – passam pela recém-reformada estação London Bridge. Considerada a quarta estação ferroviária mais movimentada do Reino Unido, esse número só tende a crescer. Especialmente agora, após o programa de melhoria da infraestrutura do Thameslink: de acordo com a Network Rail, a capacidade da estação aumentou em mais de 50%.

Plataforma da estação London Bridge

Finalizado em 2018, o projeto responde pela maior reforma ferroviária desde a época vitoriana, e incluiu uma reforma abrangente de plataformas, nova infraestrutura dos trilhos, uma plataforma melhor, melhor sinalização e muito mais. E, mediante um esquema multibilionário de libras esterlinas, o local agora abriga cerca de 900 das mais modernas câmeras conectadas da Bosch, totalmente integradas ao sofisticadíssimo sistema de gerenciamento da estação.

Câmera instalada no canto das catracas

Além das novas áreas públicas, a rede inteligente de câmeras monitora discretamente o ir e vir vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Com as câmeras, os agentes de segurança conseguem identificar sem demora potenciais incidentes e áreas de congestionamento. Todos os vídeos e dados são transmitidos com segurança para uma sala de controle localizada no centro da estação, dando à Network Rail e à British Transport Police (BTP) a capacidade de monitorar e controlar qualquer câmera no local.

Pessoas atravessando a catraca

Seja controlando a multidão ou lidando com coisas mais inconvenientes, o sistema da London Bridge foi feito para proporcionar o máximo de cobertura e flexibilidade. Além disso, o sistema também é conectado com segurança às instalações da BTP em Ebury Bridge – o centro nervoso de segurança de toda Londres.

“O projeto foi uma empreitada gigantesca, especialmente porque tínhamos que conter as dezenas de outros prestadores de serviços e passageiros no local. ”

Lindsay Brennwald, líder de projeto da London Bridge na Bosch UK
Uma câmera instalada dentro da estação, ao lado de um alto-falante

“Para nós, o projeto da London Bridge foi um desafio imenso. O sistema análogo que há existia precisou ser mantido em execução enquanto a nova solução digital era instalada. Precisávamos também garantir que nosso sistema fosse totalmente integrado às várias outras plataformas de terceiros localizadas dentro e fora do local”, agrega Lindsay Brennwald, líder do projeto da London Bridge na Bosch UK. “Nossas conversas diárias e reuniões semanais com os parceiros de projeto, a Network Rail, duraram mais de quatro anos.”

Fachada da estação London Bridge, ao lado de um moderno arranha-céu

Os planejadores da Bosch precisaram acomodar a complexa arquitetura do local — uma mistura de construções novas e reformulações históricas. O resultado? Uma rede de segurança escalável que cobrisse as partes críticas mais seguras da estação, como catracas e plataformas. Durante todo o período de reforma, a estação London Bridge, uma das mais antigas do mundo, nunca fechou as portas aos vários usuários locais e turistas que enchem as plataformas diariamente.

Câmera instalada em um muro externo da estação

Junto com o projeto da London Bridge, a Bosch está trabalhando com outros parceiros de transporte britânicos, como a Transport for London. Foram concluídos investimentos e reformas de grande porte nas outras estações, como a London Waterloo, e estão ocorrendo na rede Channel Tunnel Rail Link – e todas ganharão sistemas de câmeras IP da Bosch em todo o local.

“O projeto é de grande porte para nós. Isso é comprovadamente um importante ponto de referência para os próximos projetos da Network Rail. Temos o orgulho de fazer parte de um dos maiores ativos da rede de transportes de Londres”,

conclui Lindsay Brennwald.
Ícone de download

Faça download da história do cliente como um arquivo pdf aqui.

Compartilhar isto no: